SIMPÓSIO 28 - DESAFIOS E ESTRATÉGIAS TRADUTÓRIAS PARA O SÉCULO XXI E A TRADUÇÃO APLICADA AO ENSINO DE PLE

Coordenadores: 

Gian Luigi De Rosa – Università del Salento – gianluigi.derosa@unisalento.it
Maria João Marçalo - Universidade de Évora - mjm@uevora.pt
Kátia de Abreu Chulata – Università di Chieti-Pescara – kdeabre@hotmail.com
Maria José Coracini – Unicamp – coracini.mj@gmail.com

Resumo: 

O presente simpósio propõe o diálogo de diferentes disciplinas e a variedade de discursos para analisar questões que se referem à tradução como processo tradutório aplicado ao ensino de PLE. Para tal, esta proposta de simpósio abrange vários temas possíveis: tradução e literatura, tradução técnica, tradução e didática das línguas, formação de tradutores, teoria da tradução/tradutologia, identidade do tradutor, prática da tradução da/em língua portuguesa, tradução e tecnologia, tradução e etnografia, tradução e sociologia, interpretação consecutiva, interpretação simultânea. Além de outros temas propostos em trabalhos que visem ao compartilhamento de experiências e pesquisas que envolvam estudos de tradução intralingual, interlingual e intersemiótica.

Minibiografias: 

Gian Luigi De Rosa (Ph.D. em “Culture e Istituzioni dei paesi di lingue iberiche in età moderna e contemporânea”) é professor agregado e pesquisador de Português na Universidade do Salento, em Lecce.
Sua mais recente atividade de pesquisa enfoca as problemáticas da tradução literária e audiovisual (tanto do ponto de vista tradutológico, quanto daquele tradutório) e o seu uso no ensino do Português Europeu e do Português Brasileiro como Língua Estrangeira. É autor de ensaios sobre a língua e a linguística portuguesa, sobre literatura portuguesa e brasileira e sobre a tradução audiovisual e intersemiótica. É responsável da Unisalento Summer School of Audiovisual Translation desde 2012.

Maria João Marçalo é professora da Universidade de Évora.

Kátia de Abreu Chulata é professora do Dipartimento di Lingue, Letterature e Culture Moderne da Università di Chieti-Pescara (Itália), onde atua na graduação e coordena o recém-criado projeto de pesquisa “Português Língua de Herança(s)”. Seu percurso de formação e docência está ligado à USP, UNESP, UNICAMP e UNISALENTO. Seus âmbitos de pesquisa são: ensino/aprendizagem de PLE, teoria e prática da tradução, constituição da subjetividade. Atua na área da teoria e prática da tradução, sob a perspectiva da subjetividade e da desconstrução, além de desenvolver pesquisas no âmbito da mediação linguística segundo orientação dos Estudos Culturais. Possui várias publicações no âmbito da tradução, em português e italiano (teoria, prática e ensino/aprendizagem). Faz parte do projeto “Língua Portuguesa no Mundo”, em cooperação com várias universidades brasileiras e estrangeiras, e do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Linguagem, Cognição e Sociedade (LINCS).