SIMPÓSIO 38: ESTUDOS SOCIOLINGUÍSTICOS E SOCIOCULTURAIS EM LÍNGUA PORTUGUESA

Coordenadores: 

Anna Christina Bentes - Universidade Estadual de Campinas – annafapesp@hotmail.com
Sebastião Carlos Leite Gonçalves - Universidade Estadual Paulista - scarlos@ibilce.unesp.br

Resumo: 

A proposta do Simpósio é reunir pesquisadores que no campo da Linguística encontram-se dedicados aos estudos sociolinguísticos de base variacionista e/ou funcionalista e/ou interacional, assim como aqueles dedicados aos estudos da linguagem de base sociocultural, centrados em análises de fatos e/ou fenômenos linguístico-culturais em Língua Portuguesa. A ideia do Simpósio é fazer dialogar trabalhos que enfoquem fenômenos linguístico-discursivos variados a partir de perspectivas teóricas diferenciadas, mas que procurem responder a duas questões importantes: a) em que medida os fenômenos sociolinguísticos podem ser considerados variáveis? b) em que medida a variação linguística pode ser vista como uma prática social? Dependendo da resposta a essas diferentes perguntas, os pesquisadores poderão enfocar fenômenos sociolinguísticos em Língua Portuguesa de forma a procurar estabelecer relações entre os fatores de ordem interna que condicionam a variação e os fatores de ordem externa, ou ainda procurando discutir as relações entre os diversos fatores de variação social (geográfica, de classe, de idade, de gênero) e de variação estilística (estilo de grupo & estilo individual). Além disso, este Simpósio pretende contribuir para uma melhor compreensão de como a noção de prática social pode ser central nas análises sociolinguísticas contemporâneas.

Palavras-chave: sociolinguística, variação linguística, estilo, prática social.

Minibiografias: 

Anna Christina Bentes – Graduou-se em Letras pela Universidade Federal do Pará (1986), com mestrado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1992) e doutorado em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (2000). Fez pós-doutorado no Departamento de Antropologia da Universidade da California, Berkeley (2006). Atualmente é professora do Departamento de Linguística da Universidade Estadual de Campinas e bolsista-produtividade do CNPq. Seu Grupo de Pesquisa no CNPq intitula-se “Linguagem como prática social: analisando a produção, a recepção e a avaliação de interações, gêneros do discurso e estilos lingüísticos. Atua nas áreas de Sociolingüística, Lingüística do Texto e do Discurso e Lingüística Aplicada. Seus principais temas de pesquisa são o fenômeno de narratividade, as práticas de linguagem nos contextos sociais, os gêneros do discurso e os estilos de fala. Organizou, com Fernanda Mussalim a coleção “Introdução à Lingüística”, volumes 1, 2 e 3, e com Ingedore Koch e Edwiges Morato, a obra “Referenciação e Discurso”, e com Marli Quadros Leite “Linguística Textual e Análise da Conversação: panorama das pesquisas no Brasil”. É autora do livro didático “Linguagem: práticas de leitura e escrita”, volume 2, e é co-autora, com Ingedore Koch e Mônica Cavalcante, da obra “Intertextualidade: diálogos possíveis”. Organizou e traduziu, com Renato Rezende e Marco Antônio Machado, a obra “Língua como prática social: sobre as relações entre língua, cultura e sociedade a partir de Bourdieu e Bakhtin”, composta por artigos de William Hanks. Foi coordenadora do Grupo de Trabalho “Linguística Textual e Análise da Conversação” da ANPOLL nos Biênios 2008-2010 e 2010-2012. É membro do Comitê Gestor e Editorial da Cortez Editora. Coordena a Coleção Trabalando com… na Escola, junto com Sandoval Nonato Gomes-Santos. Também coordena o Centro de Pesquisa “Margens”, do Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP (Biênios 2009-2011 e 2011-2013), do qual fazem parte os pesquisadores Suzi Sperber, Sandoval Nonato Gomes Santos, Renato Cabral Rezende e Rosane Alencar.

Sebastião Carlos Leite Gonçalves - Graduou-se em Licenciatura em Letras (Português/Inglês), pela UFMS (1994), e em Licenciatura em Matemática, pelas Faculdades Integradas Rui Barbosa (1989). Pela Universidade Estadual de Campinas, obteve o título de mestre em Linguística, Área de Psicolinguística - Aquisição da Linguagem (1997), e o título de doutor em Linguística, Área de Sociolinguística - Variação e Mudança Linguística (2003). É Professor Assistente Doutor do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários da UNESP, Campus de São José do Rio Preto, ao qual se encontra vinculado desde 1997 e bolsista produtividade do CNPq. Atua no ensino de graduação e de pós-graduação, foi Coordenador do Curso de Licenciatura em Letras por dois mandatos (2003-2005 e 2011-2013), Chefe do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários (2007-2008). É coordenador do Projeto ALIP (Amostra Linguística do Interior Paulista), financiado pela FAPESP (2003-2007), foi Presidente da Associação Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo (GEL-Gestão 2007-2009) e é, atualmente, vice-coordenador do GT Descrição do Português da Anpoll (Gestão 2012-2016). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Variação e Mudança Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: gramaticalização, diacronia, variação linguística, censo linguístico e funcionalismo. É co-autor do livro INTRODUÇÃO À GRAMATICALIZAÇÃO (2007, Parábola Editorial).